Loading

Negócio de Impacto

ração+

reaproveitar parte de resíduos orgânicos gerados por outras cadeias produtivas

Fabricar e comercializar ração para peixes a partir de matérias primas locais, reaproveitando parte de resíduos orgânicos gerados por outras cadeias produtivas e gerando acesso a um produto com preço competitivo ao pequeno agricultor familiar. Esse é o objetivo da Ração +, criada por Ronaldo Santana de Almeida em Presidente Figueiredo, no Amazonas, em 2014. O público de interesse é o pequeno produtor de baixa renda na região.

A empresa já possui experiência produtiva e de mercado, e atualmente está em processo de reestruturação, buscando adquirir maquinários, instalações, capital de giro e regularização jurídica e ambiental. O foco para fornecimento é a Região Metropolitana de Manaus.

“A ração chega a 80% do custo da produção do peixe, e a nossa meta é proporcionar o uso de produtos mais naturais reduzindo entre 15% e 20% os custos produtivos e agregando materiais bons que são descartados no lixo (por outras cadeias produtivas). O saco com proteína alta é vendido pela concorrência por R$ 130, e o meu sai por R$ 90”, diz Ronaldo Santana de Almeida.

raio-x

Cidade/estado

Presidente Figueiredo - AM

Fundação

2014

Natureza do negócio

MEI

Modelo

B2C

Fundadores:

Ronaldo Santana de Almeida

Tamanho da equipe:

1 colaborador

Patente

Não

Fase do negócio

pré-escala

Ano de entrada no programa:

2019

Valor total captado

R$400.000,00

O que resolve

Gargalos de acesso a ração a preço competitivo ao pequeno produtor familiar e destinação inadequada de resíduos orgânicos.

impacto

Geração de renda a comunidades locais (ração para peixe até 20% mais barata que no mercado). Reutilização de resíduos orgânicos. Valorização dos produtos locais.

Produto/mercado

Ração produzida a partir de produtos alternativos com foco nos produtores rurais da Região Metropolitana de Manaus e no meio ambiente.

Shopping Basket