Loading

Negócio de Impacto

seringô

promover a revitalização da borracha na Amazônia

Promover a revitalização da borracha na Amazônia, gerando renda com inclusão, evitando o desmatamento e resgatando a identidade seringueira é o que move o trabalho da Seringô.

Por meio do extrativismo sustentável orgânico do látex nativo, utilizando tecnologia social e envolvendo povos indígenas, seringueiros, ribeirinhos, quilombolas e assentados da reforma agrária, são produzidos chinelos orgânicos de borracha nativa e fibras vegetais, além de utensílios, biojoias, acessórios e embalagens.

“Conseguimos fazer com que os seringueiros sejam empreendedores e produzam, a nível de campo, uma borracha melhorada. Assim, na Cooperativa eliminamos a parte mais cara e poluente da cadeia produtiva da borracha, que é a usinagem. Para a limpeza de cada quilo de borracha uma usina de beneficiamento usa 10 litros de água. Nós não usamos água. O seringueiro produz uma borracha limpa e com pouca umidade, que chega à cooperativa e segue direto para a produção”,aponta Francisco Samonek, fundador da Seringô

raio-x

Cidade/estado

Castanhal - PA

Fundação

1994

Natureza do negócio

Cooperativa

Modelo

B2B2C

Fundadores:

Francisco Samonek e Maria Zelia Machado Damasceno

Tamanho da equipe:

84 colaboradores

Patente

sim

Fase do negócio

pré-escala

Ano de entrada no programa:

2019

Valor total captado

R$300.000,00

O que resolve

Revitalização da borracha na Amazônia, gerando renda, inclusão e autonomia aos produtores familiares, além de evitar o desmatamento.

impacto

Geração de renda (01 a 02 salários mínimos por família). Melhoria na qualidade de vida. Diversificação de fonte de renda (complementar ao açaí). Capacitações e treinamentos. Para cada quilo de borracha produzido, 01 hectare de floresta é preservado.

Produto/mercado

Acessórios para casa, biojoias, sandálias e tênis.

Shopping Basket