WhatsApp-Image-2024-06-17-at-12.37.04-768x1024-1

G20 Manaus: Idesam, Suframa e MDIC apresentam mais de 30 produtos em bioeconomia

A Exposição é organizada pela agenda GIB e Serviço Florestal Brasileiro 

Texto: Imprensa/ Idesam
Foto: Divulgação/ Idesam

As delegações participantes dos Grupos de Trabalho do G20, terão a oportunidade de visitar a exposição intitulada ‘Sustentabilidade Climática e Ambiental’. Além do Idesam, as organizações expositoras são MMA, ICMBio, SFB; Sebrae e InovaAmazonia e Origens, CBA, CIDE e Casa Ribeirinha. 

A mostra é fechada para convidados e acontece no Centro de Convenções Vasco Vasques e é parte integrante da reunião do G20 sobre Sustentabilidade Climática e Ambiental e da reunião da Iniciativa sobre Bioeconomia. O objetivo da exposição é destacar projetos e iniciativas locais que contribuem de forma inovadora no enfrentamento dos desafios ambientais e climáticos da Amazônia. 

Produtos da sociobiodiversidade no G20. Foto: Divulgação/Idesam

Os produtos apresentados estão divididos em três categorias: tecnologia, cosméticos e comida. São eles: o mel de abelha sem ferrão, da Amazônia Bee; smart burguer, smart meatballs e smart sausage, da Amazônia Smart Food; açaí energy drink, do Engenho Café de Açaí; mudas de espécieis amazônicas, da Biofábrica Ananas; extrato de frutas amazônicas, blends funcionais, óleo de castanha e óleo blend, da Terramazônia; amazônia foodlab, da Ekuia; castanhas do Brasil e amêndoas de cacau, da Zeno Nativo; nutrição regenerativa da floresta, da Mahta; alimentos naturais e saudáveis, da Mazô Maná; opções sem glúten, veganas e sem gordura trans, da Manawara; condimentos, da Soul Brasil Cuisine; chocolate amazônico da Na’Kau; alimentos naturais, da Manioca; e o Café Apuí Agroflorestal, da Amazônia Agroflorestal; na categoria de comida. 

Gel esfoliante, espuma de limpeza, argilas e óleos lídimos, da Biozer da Amazônia; linhas de limpeza facil, da Amakos; óleos essenciais, da Encantos da Floresta; produtos feitos do couro de peixes amazônicos, da Yara Couros; nanocosméticos, da Darvore; cosméticos naturais veganos, da Ekilibre; cosméticos, da Moma Natural; e os óleos vegetais e essenciais e objetos de madeira certificada, da Inatu Amazônia; na categoria de cosméticos. 

Plataforma de inteligência climática, plataforma ESG, agrosmart Nexus e app BoosterAGRO, da Agrosmart; biofertilizante – Biochar Fert Açaí NK+, da Biofert; comercialização da tecnologia de micro-ondas, da Innovatus; comercialização de óleo de pracaxi e das prensas artesanais, da Inova Manejo; comercialização de alevinos, da Gigas Baby; serviço de implementação do sistema agrícola, da Agrega+; peças de bicicleta com fibras de tucumã e açaí, da AGJTech; máquina colhedora de açaí, da Agranus; e ibogaína amazônica, da Hylaea; na categoria de tecnologia.  

Foto: Divulgação/ Idesam

De acordo com a programação, o objetivo é destacar as soluções práticas e inovadoras que inspiram mudanças significativas e sustentáveis, além de fortalecerem a conscientização sobre a importância de agir para proteger nossos recursos naturais. 

G20 em Manaus 

Manaus sedia, entre os dias 17 e 19 de junho de 2024, a reunião da Iniciativa sobre Bioeconomia do G20. Este é primeiro evento do G20 realizado na capital amazonense. Na mesma semana, de 19 e 21 de junho, ocorre a reunião do Grupo de Trabalho do G20 sobre Sustentabilidade Climática e Ambiental, ambos eventos realizados no Centro de Convenções Vasco Vasques. 

O G20, que reúne as maiores economias do mundo (19 países, além da União Africana e a União Europeia), está sob a presidência do Brasil, desde 1º de dezembro de 2023. Esta é a primeira vez que o tema da bioeconomia é discutido multilateralmente, uma iniciativa proposta pela presidência brasileira no G20. A reunião em Manaus foca no uso sustentável da biodiversidade para a bioeconomia, com participantes nacionais e internacionais discutindo estratégias para a conservação, preservação e recuperação da biodiversidade. 

Fórum Inter-religioso do G20 

Em paralelo, Manaus também recebe o Ciclo de Reuniões do Fórum Inter-religioso do G20, abordando o tema ‘Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável e Engajamento Religioso: Contribuições para o G20’. André Vianna, diretor técnico do Idesam, participa do debate ‘Criando valor e prosperidade e regenerando a natureza: dinâmicas religiosas e fatores sociais, biológicos e econômicos’. Esta oficina discute caminhos para a prosperidade com foco na segurança alimentar, justiça climática e preservação das florestas, destacando o papel das crenças e instituições religiosas na regeneração da natureza. 

A primeira sessão será moderada por Romanna Remor, Presidente do Conselho de Administração da Fundação Roble del Sur, e contará com painelistas como Patrícia Cota Gomes, Diretora Adjunta do Imaflora; André Viana, Diretor Técnico do Idesam; Ernesto Souza, agricultor agroflorestal residente na Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Uatumã; e Paulo Oliveira, Proprietário da Cocar&Co. 

A participação do Idesam nas reuniões do G20 em Manaus sublinha a importância da sociobiodiversidade e da bioeconomia na agenda global, reforçando o compromisso com o desenvolvimento sustentável e a conservação da Amazônia. 

Tags: Sem tags

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *