Vivalá divulgação

Vivalá lança novo destino de viagem: Monte Roraima

Foto: Divulgação Vivalá

A fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana é o ponto de chegada da nova expedição da Vivalá: o Monte Roraima, uma das montanhas mais antigas do mundo, com o cume mais extenso do planeta (34 km²), guardado pelo Parque Nacional Monte Roraima.

Considerado um verdadeiro santuário, cercado pelos anfitriões e protetores indígenas Taurepang, o destino tem sido buscado por um número cada vez maior de praticantes de trekking.

“Há aqueles que se aventuram para o Monte para superar desafios físicos, porém, o real sentido dessa expedição está na compreensão dos aspectos sagrados da sabedoria ancestral de indígenas de diferentes etnias que reverenciam, respeitam e compreendem este espaço único do planeta Terra como fonte de vida, de espiritualidade e, sobretudo, de transformação. O intercâmbio que tive com os Taurepang me transformou completamente e foi um divisor de águas na minha concepção de mundo”, destaca Alberto Rabelo, produtor de experiências Vivalá e do roteiro ao Monte Roraima. 

A expedição é oferecida em collab com a Roraima Adventures (RRAdv), especialista na região há mais de 20 anos e pioneira nas expedições ao Monte Roraima.

De acordo com o diretor-geral da RRAdv, Joaquim Magno, a parceria no roteiro se dá pelos objetivos em comum dos negócios sociais. “A contribuição é recíproca, pois as duas empresas proporcionam uma experiência que tem um objetivo comum, que é levar os viajantes a viver uma experiência no destino, mas com qualidade, segurança, impacto positivo e sonho realizado”. 

O roteiro foi criado não somente para oferecer ao viajante uma inesquecível experiência, mas também para impactar positivamente o lugar. Esse impacto é fruto do turismo sustentável, que busca contribuir com a preservação ambiental do local, as comunidades participantes e a experiência dos viajantes. 

“Desde o primeiro contato com nosso material de marketing e equipe de vendas até o retorno da expedição, nosso viajante recebe todo o suporte e orientação para que sua experiência seja a mais agradável possível, o que inclui boas práticas relacionadas à sustentabilidade e segurança”, destaca Daniel Cabrera que, além de cofundador e diretor executivo da Vivalá, integra o conselho da Abeta – Associação Brasileira de Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura.

O impacto social da Expedição ao Monte Roraima se inicia na condução do roteiro e durante a subida, guiada por indígenas locais, que conhecem e possuem contato direto com a região. A expedição tem duração de dez dias e é indicada para pessoas que já possuem um preparo físico, pois são 100 km de caminhada.

Há saídas previstas de uma a duas vezes no mês, que incluem o transporte terrestre a partir de Boa Vista até a Comunidade Indígena Paraitepuy, onde o grupo passa tanto na ida, quanto na volta. A expedição oferece treinamentos antes da viagem, hospedagem em Boa Vista e em Santa Elena de Uairén, transporte, todo o apoio de camping, incluindo equipamentos coletivos de acampamento, alimentação, taxa de entrada nas Comunidades e uma equipe capacitada para guiar a expedição.

A Vivalá, que atua no desenvolvimento do turismo sustentável no Brasil, está presente em 24 unidades de conservação do país, contemplando os biomas da Amazônia, Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga. Trabalha em conjunto com mais de 700 pessoas de populações indígenas, ribeirinhas, quilombolas, sertanejas e caiçaras.

Com 15 prêmios e reconhecimentos nacionais e internacionais, a empresa já embarcou mais de 3 mil viajantes, além de ter injetado mais de R$ 4 milhões em economias locais através da compra de serviços de base comunitária e consumo direto dos viajantes.

Tags: Sem tags

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *