202104NavegAM3-1024x768

Navegam projeta crescimento para 2021

Um dos maiores gargalos para os negócios amazônicos reside na logística e no transporte de pessoas e mercadorias. E é justamente na solução deste desafio que a Navegam vem trabalhando, buscando otimizar o transporte fluvial na região Amazônia facilitando o acesso a informações sobre frete e transporte de passageiros.

Fundada em 2018, a startup desenvolve uma plataforma de gestão de dados e informações logísticas variadas, como quantidade de pessoas, preços, vendas por agência, controles de lotação, etc. A solução é focada no transporte fluvial na Amazônia, mas também apresenta funcionalidades para transporte rodoviário da região. 

A iniciativa da startup consiste em um módulo interno para embarcações gerenciarem informações sobre venda de passagens e um aplicativo para efetuar as vendas, tanto na própria embarcação quanto nas agências que oferecem essas passagens. Atualmente, atende 24 embarcações com o transporte misto de pessoas e mercadorias, número que deve aumentar em curto e médio prazo.

O público de interesse inclui a população das regiões amazônicas dependente de transporte fluvial em sua rotina de deslocamentos, empresas que transportam insumos e produtos finais, agências de viagem e donos de barcos. 

A Navegam foi acelerada pelo Programa em 2020. Com a pandemia da covid-19 impondo paralisações e isolamento social, a startup, que começou aquele ano com um roadmap bem definido e encaminhado para o lançamento de novos serviços, teve que rever prioridades.

A operação de venda de passagens ficou paralisada por quase cinco meses e o faturamento caiu em quase 90%. Por outro lado, a operação de logística teve um crescimento de quase 200%, o que possibilitou saúde financeira ao negócio para continuar operando.

A empresa intermedia cerca de 45 fretes ao dia, mas durante a pandemia esse número chegou a 200. “Foi um ano bastante difícil para todos, e nosso estado sofreu muito durante a pandemia. Muitas empresas quebraram. E a Navegam conseguiu ficar de pé e até teve crescimento nesse cenário complexo”, avalia o CEO da empresa, Geferson Oliveira.

Novo fôlego 

Em 2021, a Navegam, que hoje opera no estado do Amazonas, vai expandir sua operação para o Pará, Amapá e Rondônia. Para isso, estão contratando mais profissionais e expandindo o time da empresa.

Além de ter recebido recentemente um aporte de investimento de 425 mil reais, a Navegam está em negociação com dois fundos de impacto. A expectativa é que o investimento total chegue a até R$ 2 milhões.

Geferson avalia que participar do Programa de Aceleração da PPA contribuiu muito para o crescimento da empresa e dos próprios sócios, o que possibilitou maturidade para estarem aptos a reverem investimento de fundos brasileiros e internacionais.

“A equipe do Programa ajudou muito a Navegam em todos os aspectos, seja dando suporte em treinamentos, consultorias, assessoria jurídica, enfim. O mais interessante foi que o processo de aceleração foi também um processo de crescimento pessoal de todos nós, como empreendedores. Hoje temos uma outra visão do que é um negócio de impacto na Amazônia.”

Tags: No tags

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *